A carregar eventos

« Todos os Eventos

  • Este evento já ocorreu.

Fanfarrão 2018 – Festival de Artes de Rua – Tomar

Agosto 16 - Agosto 18

16-17-18 Agosto 2018

#fanfarrão

O Fanfarrão é um festival de artes de rua, que resulta da parceria e partilha de vontades entre a Drama & Beiço – Associação Cultural e a Câmara Municipal de Tomar, com apoio da Canto Firme – Associação Cultural, tendo em vista o enriquecimento musical e cultural da Cidade de Tomar. A segunda edição deste festival de verão decorre de 16 a 18 de agosto 2018. 
O festival consiste na realização de espectáculos de rua, de artes várias, (música, artes circenses, artes plásticas), com artistas de âmbito regional e nacional de qualidade e de referência. Pretende-se oferecer à região de Tomar um contacto directo com os projectos portugueses destas áreas, num evento dinâmico e diferenciador, pautado pelas típicas animações de rua e artes circenses, proporcionando também espectáculos de palco durante a noite.
Tendo em conta que as performances de rua são caracterizadas proximidade ao público, o festival decorrerá nas ruas, praças e pracetas da cidade de Tomar, com especial ênfase na zona histórica e na Praça da República.

 

DIA -16 de Agosto - 22:00 - Palco Praça da República

DiveDrama & Beiçortidos, aventureiros e algo extravagantes do ponto de vista musical, os drama&beiço são uma fanfarra que funde géneros folclóricos da Europa de Leste e do Médio Oriente com outros, tais como o jazz, o blues, o rock, a música latina e até o cancioneiro popular português. Composto principalmente por sopros, o grupo é apimentado pelas percussões que transitam entre os sons arábicos e as congas cubanas a que se juntam aos malabarismos do improviso jazzistico. Constituída essencialmente por músicos de Tomar, esta fanfarra lançou em 2017 o seu 1o disco de originais, o Com(fusão). Das danças do ventre às polkas russas, incluindo o “Malhão Malhão”, a música dos drama&beiço representa um desfile de alegria e bom humor, com o qual vocês irão certamente ficar agradados.

 

DIA -16 de Agosto - 23:30 - Palco Praça da República

OSMAVATIOs Ósmavati apresentam um espectáculo onde a alegria da música judaica contagia o público de todas as idades. A fusão do klezmer com outros géneros e abordagens musicais enriquece a proposta deste quinteto que celebra a boa disposição!
A criação deste grupo surgiu em 2007 com o desejo comum de um grupo de amigos: fazer música e divertirem-se, passando por várias formações instrumentais, atualmente sendo composto por: Manuel Lemos (clarinete), José Luís Carvalho (Violino), Tiago Soares (clarinete, clarinete baixo e saxofone), Andrés Pérez (guitarra e baixo eléctrico) e Leandro Teixeira (bateria e percussão).
Apesar de todos os elementos do grupo terem formação em música erudita, o gosto pelas músicas do mundo conduziu os Ósmavati na procura de sonoridades diferentes do clássico. O klezmer e o seu carácter festivo definiu-se então como base na linguagem dos Ósmavati, que integram também na sua música influências balcânicas, judaicas, argentinas, irlandesas, brasileiras e americanas.
«O grupo português ÓSMAVATI descobriu como tirar partido e prazer desta liberdade, numa atitude
séria, desafiante e inovadora. E foram à descoberta da tradição musical judaica – esse valioso património
de séculos também chamado “música klezmer” – para recriar o seu lado mais festivo e celebrativo numa
nova apropriação de alto nível artístico. Essa recriação que respeita os preceitos estilísticos da música
judaica, por vezes visita outros géneros e abordagens que a vêm enriquecer com um toque de fusão.»
Jorge Castro Ribeiro, 2011

A assegurada qualidade de interpretação dos Ósmavati leva a alegria contagiante da música judaica consigo, chegando a todos os públicos.
Os Ósmavati já realizaram concertos por todo o país, tendo passado por festivais e salas de espetáculo importantes, pela rádio e também pela televisão. Em 2011 gravaram o seu primeiro trabalho discográfico.

 

DIA -17 de Agosto - 17:30 - Ruas da cidade

Mimos Dixie Band

Mimo’s Street Parade é um espetáculo deambulante para a rua ou outros espaços públicos. Uma animação ao som contagiante do dixieland, retratando as antigas ruas de New Orleans onde também não faltam momentos teatrais, de artes circenses e uma grande interação com o público. Assumindo a rua como palco itinerante, os Mimo’s elevam a sua energia mais perto do seu público sendo este, muitas vezes, o verdadeiro protagonista do espetáculo. Seja em andamento ou num local parado a diversão e a música estão sempre garantidas.

 

DIA -17 de Agosto - 18:30 - Jardim Parque Infantil

Mariela Tuba&ClownMariela é grande, pesada e está apaixonada, ás vezes… O mestre Sousa é um musico bizarro com ideias extravagantes. O Mestre Sousa está apaixonado pela Mariela. O seu ajudante, Rodriguez tem pouca aptidão para a musica e muita vontade de ajudar o êxito dos concertos do Mestre Sousa. Dois personagens que surpreendem o publico com momentos hilariantes de humor, musica e non sense! Uma homenagem aos instrumentos de sopro e aos músicos eruditos perdidos no tempo. O sopro, o ar e o vento foram pontos de partida para esta aventura entre o clássico e o contemporâneo.

 

DIA -17 de Agosto - 22:00 - Palco Praça da República

DesbundixieDesbundixie é um projecto que surgiu em 2000 e que tenta reviver o estilo jazzístico denominado de Dixieland, buscando inspiração nas sonoridades nascidas em New Orleans no princípio do séc. XX para os dias de hoje. È também uma viagem pela história do jazz e da sua génese, sendo uma vertente importante para a compreensão deste estilo. Composto na sua base por sete elementos, os quais contam já com um disco editado em 2007 chamado “Kick’n Blow”. Este novo projecto apresenta temas escritos de época, orquestrados por estes músicos. Deste modo é feita uma abordagem ao estilo Dixieland, com uma linguagem específica da banda, marcada pelo improviso e pela irreverência que a caracteriza. Este projecto conta com 2 convidados do panorama jazzístico Português. Estamos a falar da única Maria João na voz, e o grande Filipe Melo ao piano, os quais gravaram o mais recente disco da banda intitulado “Up 2 Nine”.

 

DIA -17 de Agosto - 23:30 - Palco Praça da República

FarratugaA Farratuga é uma fanfarra de Leiria, composto por dez elementos que assenta o seu repertório em temas portugueses e lhes dá uma abordagem original, na onda do Funk! Esta fanfara anda desde 2011 a contagiar o país de Groove, alegria e boa disposição.

 

 

DIA -18 de Agosto - 11:00 - Jardim Parque Infantil

ChiclateiraA Chiclateira é uma criação única e original da Encerrado Para Obras. Esta orquestra sobre rodas está equipada com instrumentos de percussão criados a partir de objetos reciclados, como tachos, almotolias, baldes, tubos, entre outros. A Chiclateira tem um sistema de som autónomo, com mesa de mistura, microfones e amplificador alimentados por baterias, permitindo aos músicos tocar em qualquer local. Esta autonomia ao nível técnico aliada à versatilidade e qualidade dos músicos e à originalidade do próprio projeto tornam este espetáculo ideal para animação de eventos seja na rua ou em espaços cobertos.
O projeto é composto por Cláudia Santos, cantora e percussionista e David Cruz, multi-instrumentista e compositor.
Pontualmente, esta dupla alucinante recebe também a colaboração de outros artistas.

 

DIA -18 de Agosto - 18:30 - Ruas da cidade

 

Fanfarra D'os BichosFundada a Julho de 2016, a Fanfarra d ‘Os Bichos têm como principal objetivo animar vários tipos de eventos. Este grupo musical formado por jovens músicos da zona de Torres Novas, baseia as suas animações em música ligeira/klesmer, e acima de tudo na boa disposição.

DIA -18 de Agosto - 18:30 - Ruas da cidade

Da Cruz One Man BandÚnico Homem-Orquestra tradicional no nosso país, este artista multifacetado apresenta um espetáculo surpreendente em que toca em simultâneo e em andamento um total de 17 instrumentos. O projeto “Da Cruz One Man Band” já foi apresentado com enorme sucesso em mais de três dezenas de localidades de Norte a Sul do País. “Da Cruz” é o pseudónimo de David Cruz, ator, músico, profissional das Artes do Espetáculo desde 1991, membro fundador e atual diretor da Encerrado para Obras. Apresenta um repertório diversificado, quase inesgotável, cantado em vários idiomas e composto por versões de clássicos (tradicional, rock, jazz, swing, blues, bossa, forró, etc.) e temas da sua autoria. Alguns temas originais são compostos para os próprios eventos em que participa.

 

 

DIA -18 de Agosto - 18:30 - Jardim Parque Infantil

Irmãos EsferoviteOs espetáculos dos “IRMÃOS ESFEROVITE” são uma aventura musical e circense. Quatro palhaços que contam histórias disparatadas sobre o quotidiano dos dias. Oferecem sonhos em troca de sorrisos. O público é convidado a entrar neste mundo poético e clownesco e a participar ativamente. As apresentações dos Irmãos Esferovite são momentos únicos e irrepetíveis. Os espetáculos são pensados de acordo com o ambiente e com o espaço determinado. O humor surge aliado à música e ao circo. Um turbilhão de emoções.

 

 

DIA -18 de Agosto - 22:00 - Palco Praça da República

Bizu CoolectiveBizu Coolective é uma big brass band que se dedica a levar ao seu público toda a boa energia e groove do funk da música que tocam. Com catorze músicos inspirados no funk old school, no hip-hop instrumental, afrobeat e neo soul, já mostraram em Portugal e na Europa, o que é o electric brass de que falam e praticam. Com vontade de abrir a mente de quem os ouve, Bizu Coolective põe o dedo naquela ferida que nem sabíamos que tínhamos, com muitos saltos e arrepios à mistura. Cumprimos promessas.

 

DIA -18 de Agosto - 23:30 - Palco Praça da República

Kumpania AlgazarraE de repente, a música desce à rua e a festa acontece! Esta sonora algazarra vagueia pelas músicas dos cinco continentes, transformando os sons em que toca numa festa ambulante, ao estilo das fanfarras europeias. Saltimbancos, filhos da estrada e do vento, músicos em folia permanente submergidos num cocktail de música animada, as suas combinações de notas musicais formam um rendilhado de culturas, onde estão presentes, de forma conjugada ou separada, os sons balcânicos, árabes, latinos, africanos, o ska, o funk e o hiphop, entre outros. Os Kumpania Algazarra surgem em 2004 pelas ruas de Sintra, inspirados pela energia da folia e boa disposição, e levam consigo um percurso bastante animado. Nesse mesmo ano já estavam a tocar no palco principal do Festival Andanças e a fazer vibrar por quem lá passou. Em 2005 gravam o seu primeiro EP e daí partem à aventura. A caravana anima Portugal de lés-a-lés e inclusive parte para o desconhecido mundo exterior, passando por Espanha, Itália e uma tournée na Eslovénia. Entretanto era altura de deixar um legado dos anos passados na estrada e eis que surge em Fevereiro de 2008 o lançamento do seu primeiro trabalho de originais com nome homónimo. Ainda em 2008 vencem o Mercè a Banda, concurso internacional de bandas de rua das Festas de La Mercè, em Barcelona. Daí saltam para os grandes palcos na Festa do Avante, Optimus Alive, SuperBock Surf Fest, Sudoeste, Festival de Músicas do Mundo de Sines e muitos mais. A nível internacional passam por países como Espanha, Holanda, Bélgica, Inglaterra, Suíça, entre outros. Em 2010, foram convidados para representar Portugal nos Encontros Culturais de Língua Portuguesa no Rio de Janeiro. Pelo caminho, muitos são os DJ e produtores interessados em misturar esta algazarra e surge a ideia de fazer o Kumpania Algazarra Remix (2010), as músicas do primeiro CD remisturadas em vários estilos. Xoices, Inner G, Woman in Panic, Ovelha Negra, Sam the Kid, Beat Laden, Yanus e os Breakfast Djs fazem pura alquimia, transformando o som orgânico da Kumpania em algo fresco para novas pistas e novas danças. A passagem pelo Festival de Músicas do Mundo de Sines em 2011 ficou marcada pelo lançamento de um EP ao vivo, lançado pela Optimus Discos.
Em 2012, os Kumpania Algazarra marcaram presença no Concurso Internacional de Fanfarras do Guca Festival na Sérvia. A Festa Continua, o segundo álbum de originais dos Kumpania Algazarra, chegou em 2013, um trabalho em que diversos universos musicais são abordados. Apesar da situação política e social em que o país se encontrava, A Festa Continua. Era tempo de não baixar a cabeça, criar alternativas e festejar a vida em comunhão. As letras dos temas destes músicos cheios de energia e vivacidade reflectem a situação presente do país e do mundo, mas são também uma janela para outros modos de vida, incentivando à celebração da vida e manutenção da alegria. A Festa Continua foi uma celebração da cultura sem fronteiras. A influência balcânica, que caracteriza a banda, convive com o calor tropical, o balanço oriental e arabesco, os beats da música de dança e o hiphop. Melodias inebriantes. A força dos sopros e o ritmo da festa. Uma Algazarra festiva, orgânica, coesa, groove-funky e sempre atrevida. Gravado entre os estúdios Namouche e Groundzero, e produzido por BeatLaden e Kumpania Algazarra, a Festa Continua é um álbum cheio de surpresas marcado também pelos encontros com outros músicos que fazem parte da vida em Algazarra. Paulo Croft com a sua guitarra flamenca, Hugo Claro na guitarra portuguesa e ainda, o já companheiro de outros danças, DJMee K que participou no Kumpania Algazarra Remix. A Tour “A Festa Continua” correu Portugal de Norte a Sul e passou pelo Festival Dole (França), Festival Fusion (Alemanha), Iboga Summer Fest (Espanha), Festival Da Lusofonia (Macau), entre outros. Em 2015 foi editado o terceiro álbum de originais de Kumpania Algazarra. “Acoustic Express” é uma abordagem à vertente mais acústica e nómada dos Algazarra, que representa as viagens da banda pelo mundo, as diferentes impressões e (re)interpretações sonoras inspiradas nos diferentes cenários dessas mesmas viagens. Para além dos vários palcos nacionais onde podemos destacar o Festival Bons Sons (Cem Soldos), Festival da Liberdade (Barreiro), Festival Identidades (Chaves), Festival do Bira ao Samba (Braga), Festival Vodafone Mexefest (Lisboa) a tour “Acoustic Express” passou também pelo Festival Showzam (UK), Boom Town Festival (UK), Out There Festival (UK), Festival Atlântico (Gijón, ES), Moods Jazz Club (Zurique, CH), Concertos de Pedrillam (Cáceres, ES), Festival Frigiliana 3 Culturas (Frigiliana, ES); Ìboga Summer Festival (ES); Kokopelli World Music festival (BE); e pelas Festas do Apóstolo (Santiago de Compostela, ES) onde a Praça Obradoiro se encheu para receber o Artista. Em 2018 os Kumpania Algazarra estão de volta com novidades e o primeiro single do sexto álbum da banda será conhecido em Maio. “(..) Uma festa inacreditável que ia da música Balcã ao ska, da Índia às Arábias, com sopros loucos e descontrolados a fazer saltar e esbracejar todo o público. Não houve medidas para o suor e energia da Algazarra, num concerto onde público e músicos celebravam a alegria de viver com igual dedicação e delírio”, Altamont 2016.

 

 

Detalhes

Início:
16 Agosto, 2018
Fim:
18 Agosto, 2018
Event Categories:
,

Organizador

Canto Firme
Telefone:
249314251
E-mail:
Site:
www.cantofirme.pt

Local

Praça da República - Tomar
Praça da República - Tomar, Tomar, Portugal
+ Google Map