A carregar eventos

« Todos os Eventos

6ª ACADEMIA DE FLAUTA DE VERÃO

Julho 22 - Julho 28

Temos o grande prazer de anunciar a 6ª AFV, que se vai realizar entre 22 e 28 de Julho de 2018 na Canto Firme em Tomar!

 

- 6 dias para flautistas a partir dos 13 anos
– 5 Masterclasses de flauta e piccolo
– 5 Concertos de docentes e alunos
– 7 workshops com temas diversos
– Música de Câmara
– Ensemble da AFV
– Relaxamento Progressivo
– Sessão de Yoga
– Dança Barroca: “Como se dança uma Sarabande?”
– Exposição de flautas

 

 

A Academia

Desde a sua criação em 2013, a Academia de Flauta de Verão tem sido um lugar de encontro para flautistas portugueses e estrangeiros. Com o valioso apoio de várias instituições, a AFV trouxe a Portugal solistas de alto renome como Paolo Taballione, Gudrun Hinze e Aldo Baerten. Na sua 6ª edição, a AFV terá a honra de dar as boas vindas ao mestre da flauta, Philippe Bernold, e à mestre do flautim, Natalie Schwaabe.

Os alunos seleccionados para participar activamente na AFV têm assegurado o contacto muito directo e pessoal com todos os docentes e convidados especiais. Este privilégio oferece-lhes a possibilidade de não só tocar em várias masterclasses, mas também de trocar impressões, discutir temas do seu interesse e aprender com todos, não só ao nível musical mas também pessoal.

Com cada edição, a AFV tem alargado a oferta de workshops, tendo já organizado workshops de Técnica Alexander, Percussão Corporal, manutenção da flauta, saídas profissionais, e palestras sobre os direitos de autor. Em 2018 juntam-se a esta selecção uma sessão de yoga para flautistas e uma tarde de danças barrocas. Todos os anos é oferecido um workshop especial, o …em foco…Apresentação de Trabalhos Académicos apresentado por um participante da AFV.

Em 2014 a AFV iniciou um Concurso de Composição, com o apoio da Scherzo Editions, que também publica as obras vencedoras. Este concurso cria um contacto muito directo entre compositores, uma editora de renome internacional e os flautistas que estreiam a obra. Durante a semana da AFV os compositores são convidados a participarem em ensaios das suas obras, conhecerem melhor as flautas grandes e trabalharem directamente com o Presidente do Júri do Concurso de Composição da AFV, o Prof. Chagas Rosa (Universidade de Aveiro).

A AFV orgulha-se de oferecer muitas oportunidades para expandir o conceito de ser músico, dando aos seu participantes uma visão mais realista e prática do que é esta profissão.

 

Convidados

 

Currículos: 

Philippe Bernold

Bernold, flute.jpeg.opt589x883o0,0s589x883Philippe Bernold começou os seus estudos musicais em Colmar, na França, dedicando-se à flauta, à composição e à direcção sob a orientação de René Matter, aluno de Charles e Fritz Münch.
Frequentou depois o Conservatório de Paris, onde ganhou o primeiro prémio em flauta. No ano seguinte, aos 23 anos, foi nomeado primeira flauta da Orquestra Nacional de Ópera de Lyon. Em 1987, ganhou o Primeiro Prémio no Concurso Internacional Jean-Pierre Rampal em Paris. Com este prémio iniciou uma carreira como solista, actuando com artistas e orquestras de renome mundial, destacando-se M. Rostropovitch, JP Rampal, M. Nordmann, a Orquestra de Paris, a Orquestra F. Liszt de Budapeste, a Orquestra Manchester Hallé, a Tapiola Sinfonietta, a Orquestra Nacional de Lyon e a Orquestra Sinfônica de Quioto. Maestros com quem trabalhou incluem S. Bychkov, JE Gardiner, L. Maazel, K. Nagano, Sir Y. Menuhin, M. Inoué, T. Koopman. Apresentou-se em salas como o Royal Festival Hall em Londres, Pleyel Hall e Chatelet Theatre em Paris, Philharmonie de Colônia, Filarmônica de Varsóvia, Bunka Kaikan em Tóquio, Seoul Art Center, Conservatório de Tchaïkovsky em Moscou, e nos festivais de Aix-en-Provence, Cannes, Evian, Estrasburgo, Rádio França.
Direcção de Orquestra
Philippe Bernold regressou à direcção de orquestra em 1994, fundando “Les Virtuoses de l’Opéra de Lyon” com o incentivo dos maestros John Eliot Gardiner e Kent Nagano. O conjunto ganhou rapidamente uma reputação devido ao seu alto nível.
Bernold foi então nomeado maestro assistente da “Orquestra da Bretanha”. Desde então, foi convidado a realizar concertos com a Sinfonia Varsovia em Lisboa, Bilbao, Valência, Nantes e Varsóvia, a Orquestra Nacional de Ópera de Lyon, Baden Baden Philharmonie, “Ensemble Orchestral de Paris”, Orquestra Filarmónica de Marselha Orquesta da Ópera de Toulon, Kanazawa Ensemble (Japão), “Bucheon Philharmonic” (Seul), Orquestra Sinfónica de San Remo, Orquestra de Câmara de Genebra, Orquestra Filarmónica de Janacek, Cappella Istropolitana, com quem é o primeiro maestro. Em Caracas, (Venezuela) Philippe dirigiu a famosa “Orquestra Simón Bolívar” (diretor musical: Gustavo Dudamel).
Philippe Bernold é professor de música de câmara e flauta no Conservatoire National Supérieur de Musique de Paris.

 

Natalie Schwaabe

Natalie Schwaabe ©Thomas Schloemann_porträt-2.jpg.opt589x884o0,0s589x884Natalie Schwaabe é das poucas flautistas internacionalmente reconhecidas que, como solista, em música de câmara, músico orquestral e pedagogo, lançaram o Piccolo como instrumento versátil e virtuoso.
Nascida em Tóquio, ela passou a sua infância e juventude em Hong Kong, onde começou a sua educação musical na Academia de Artes Performativas de Hong Kong. Passando por Londres, onde se formou na “Purcell School”, Natalie Schwaabe chegou a Munique, iniciando os seus estudos com o Prof. Paul Meisen na Universidade de Música e Teatro, acabando os seus estudos com o “Meisterklassen Diplom”.
Em 1996, Natalie Schwaabe recebeu o prémio honorário do júri no “Concurso Internacional de Primavera de Praga” e foi laureada no “Concurso Internacional Carl Nielsen” em Odense, na Dinamarca.
Aos 21 anos, Natalie Schwaabe começou a sua carreira de orquestra como flautista solo com a Orquestra Sinfónica de Munique.
Três anos depois, mudou-se para a Orquestra da Rádio de Munique. Em 1996, entrou para a Symphonieorchester des Bayerischen Rundfunks como flautista e piccolista.
Como membro desta orquestra única, Natalie atuou com músicos de renome mundial como Mariss Jansons, Sir Simon Rattle, Carlos Kleiber e Andris Nelsons.
Natalie Schwabe toca regularmente com outras orquestras como a Orquestra de Câmara da Europa. Além da atividade orquestral, a música de câmara desempenha um papel decisivo; Juntamente com o pianista Jan Philip Schulze e colegas da sua orquestra, Natalie Schwaabe desenvolve e apresenta programas de música de câmara com foco especial em trabalhos incomuns e contemporâneos. O Piccolo é sempre colocado no centro dos programas de concerto. A maneira inconfundível de Natalie Schwabe de tocar este instrumento levou a numerosas composições dedicadas a ela. Desde 1998 é docente na Hochschule für Musik und Theater em Munique, Alemanha. Além disso, dá masterclasses na Alemanha, Áustria, Itália e Coréia do Sul. Natalie Schwaabe toca um piccolo de Jochen Mehnert.

 

Pilar Montoya

PilarMontoyaYanMag134.JPG.opt406x722o0,0s406x722Uma artista multifacetada, Pilar Montoya nasceu em Zaragoza. Estudou Piano com M. Pesci e formou-se como professora. Iniciou os seus estudos de Música Antiga com J.L. González Uriol, alcançando o Certificado Superior de Cravo e Órgão com louvor. 
Com uma bolsa do Conselho Provincial de Zaragoza e da “Comissão Federal de Burses para Estudos Estranhos” do Governo suíço continuou os estudos na “Schola Cantorum Basiliensis”. Aqui estudou Baixo Continuo e Música de Câmara (J. Christensen ), Canto (R. Jacobs e R. Levitt), Realização (H. Martin Linde), Dança Histórica (E: Schneiter) e Gesto Barroco (S. Weller). Ao mesmo tempo, estudou cravo e clavicórdio com I. Wjuniski em Paris, completando os seus estudos com o primeiro prémio no cravo.
Participou em inúmeros cursos internacionais de música e dança antiga (B. van Asperen, K. Gilbert, J. Ogg, A. Yepes, B. Sparti, B. Massin, etc.) e participou no Simpósio Internacional de cravo celebrado em Utrecht. As suas apresentações de concertos são frequentes em toda a Europa, seja como solista, como membro de uma orquestra ou grupos de música de câmara ou como maestro. Participou em muitas gravações.

Pilar combina a sua profissão em música com a sua outra faceta como dançarina histórica dos principais estilos do Renascimento italiano (B. Sparti e L. Baert), barroco espanhol (Mª José Ruiz), barroco francês (A. Yepes, B. del Valle B. Gertsch, S. T’Hooft, J. Schrape, J. Voss, F. Denieau, C. Gracio Moura e B. Massin) até a escola Bolera do final do século XVIII (G. Schwabl y M León). Colaborou com ensembles de dança antiga, “Corpo Barocco” e “Esquivel”, dirigidas por S. T’Hooft e Mª José Ruiz em diversos projetos que foram muito bem recebidos tanto pelo público quanto pela crítica, e entre os quais poderíamos destaque “Il Ballo delle Ingrate” (C. Monteverdi), “Il Pastor Fido” (C. Monteverdi e B. Marini) no teatro de Basileia sob a direção musical de A. Rooley, “Cierta y Galana” no pátio de o Mosteiro de San Lorenzo del Escorial na comemoração de Felipe II e “Amor y Desamor”, espetáculo que ela mesma criou e dirigiu. Ao mesmo tempo, está profundamente interessada no estudo de fontes originais e agora está a trabalhar na sua Tese de Doutoramento “La Danza na Corte de Felipe V” sob a direção de Begoña Lolo (Universidade Autónoma de Madrid). Também fundou a companhia de dança “Los Comediantes del Arte” com quem ofereceu seis shows e foi convidada a dar cursos e palestras sobre musica e dança antiga em Conservatórios,Universidades, Congressos e outras Instituições.

Foi membro da equipe de pedagogia musical da Diputación Geral de Aragão, dirigida por María Angeles Cosculluela. Atualmente é professora de cravo e clavicórdio, chefe de departamento de música antiga do Conservatório Superior de Castilla y León e presidente da Associação Espanhola de Música e Dança Antigas (A.E.M.D.A.).

 

Simão Francisco

image1.jpeg.opt589x612o0,0s589x612Simão Francisco - Simão Francisco, natural de Tomar, onde iniciou os seus estudos musicais, ingressa em 2006 na ESMAE – Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo do Porto – na Classe de Flauta, onde trabalhou primeiramente com o Prof. Paulo Barros e mais tarde com a Prof. Raquel Lima (com a qual   terminou a licenciatura). Obteve formação com flautistas como Nuno Inácio, Sthephanie Wagner, Olavo Barros, Vasco Gouveia, Katharine Rawdon, Vera Morais, Thies Roorda, entre    outros. Colaborou com Orquestras como Sinfonieta da   Esmae, Orquestra de Câmara da Gulbekian (Braga), Momento Perpetuum, Orquestra de Sopros dos Templários, Verão Amizade e Estágio da Banda Sinfónica da Covilhã, no qual foi chefe de naipe convidado. Nestes agrupamentos  trabalhou com prestigiados maestros, entre os quais, Alberto Roque,   Jean-Sebastien Berreau, Bruno dal Bom, Yuri Nasushkin, Martin André, Jouke Houekstra, Erik Janssen, António Saiote e Reinaldo Guerreiro.

Desenvolve atividade enquanto maestro, sendo presentemente maestro titular da Orquestra de Sopros da Canto Firme, da Orquestra de Sopros do Médio Tejo, da Orquestra Sinfónica de Thomar, da Orquestra de Sopros da Covilhã e maestro da Filarmónica SAMP – Pousos. Obteve aulas de Direção de Orquestra com os maestros Jean-Sebastien Berreau, Jouke Houekstra, Steven Davis, Félix Hauswirth, Ferrer Ferran e Alberto Roque. Enquanto maestro trabalhou com solistas como:  Tiago Rosa (Fagote), Bruno Cruz (Trompa), Bruno Pascoal (Eufónio), Fábio Palma (Acordeão), Mariana Barradas (Violoncelo), Daniel Frazão (Clarinete), José António Lopes (Saxofone), Carlos Cardoso (Tenor), Carla Pais (Soprano) e Alberto Roque (Saxofone). Colaborou com a  Classe de Composição da ESMAE, com a qual estreou várias obras de compositores portugueses.

Dirigiu, como maestro convidado, a Orquestra de Sopros da Universidade de Évora e a Unión Musical San Roque (Valência – Espanha).

Apresentou-se como solista com a Orquestra de Sopros do Médio Tejo (Tomar), com a Frysk Fanfarre Orchestra(Holanda) e com a Unión Musical San Roque (Espanha).

É desde 2013 Director Artístico do Estágio de Orquestra de Sopros do Médio Tejo. É membro fundador da Associação The BellsBrass Ensemble. Integra o corpo docente do    Conservatório de Artes da Canto Firme, no qual assume as classes de flauta transversal, música de câmara e Orquestra de Sopros. É ainda Director Artístico dos Ciclos de Concertos Cantar Natal e Maio Música, desenvolvidos em parceria entre a Canto Firme – Associação de Cultura e o Município de Tomar.

Presentemente encontra-se a terminar o Mestrado em Ensino de Música na ESART (Castelo Branco) na classe de flauta da professora Katharine Rawdon e da professora Sthephanie Wagner.

 

Regulamento

A 6ª AFV aceita 24 participantes activos, e um número ilimitado de ouvintes.

 

Inscrições:

-A inscrição deverá ser feita num computador fixo ou portátil

- Participantes activos: 165€

- Este valor inclui estadia no Regimento Militar.

- Há desconto para participantes activos da 5ª AFV 2017 e alunos da Canto Firme no valor de 15€.

- A inscrição inclui o pequeno-almoço de segunda a sábado, e um seguro de acidentes durante a semana da AFV.

- Ouvintes: 50€

 - Os descontos não são acumuláveis

- Os almoços não estão incluídos no valor da inscrição. O almoço tem um valor diário de 4€, sendo que o valor dos almoços para todos os dias é de 28€. O valor dos almoços deverá ser pago no primeiro dia da AFV.

- A data limite de inscrição para participantes activos é o dia 15 de Junho de 2018.

- A pré-inscrição de 50€ (não reembolsável) terá que ser transferida logo após a recepção do e-mail de confirmação de inscrição. A divulgação dos nomes dos participantes activos seguirá até o dia 20 de Junho 2018.

- No caso de o aluno ser aceite como participante activo, terá de confirmar a sua presença até ao dia 1 de Julho de 2018, transferindo o restante montante da inscrição.

- Por razões logísticas não haverá reembolsos das inscrições após essa data.

- Os ouvintes poderão inscrever-se até ao dia 19 de Julho de 2018. Estes ficarão em lista de espera para participação com activos, no caso de desistências de participantes activos. Neste caso, deverão transferir o resto da inscrição logo que possível.

- Os inscritos para participação activa que enviarem uma gravação não editada, de preferência vídeo (link no YouTube ou we transfer) terão maior oportunidade de serem aceites.

- Para essa gravação solicitamos um estudo, ou um excerto de uma peça, ou um excerto orquestral, de duração máxima de 5 minutos, com ou sem piano.

- Há um número limitado de participantes na masterclasse do Professor Phillipe Bernold, participantes esses que serão anunciados oportunamente.

- Pedimos que indique se tem um outro instrumento da família da flauta (piccolo, flauta em sol, etc) que possa trazer para a AFV.

- Por favor indique-nos também se gostaria de experimentar tocar numa flauta grande no Ensemble da AFV.


The 6th AFV accepts 24 active participants, and an unlimited number of listeners.  

Registrations:

- Registration must be done on a fixed or portable computer

- Active participants: € 165

- This amount includes stay in the Military Regiment.

- There is a discount for active participants of the 5th AFV 2017 and students of Canto Firme for € 15.

- The inscription includes breakfast from Monday to Saturday, and an accident insurance during the week of the AFV.

- Discounts can not be accumulated

- The lunches are not included in the registration fee. Lunch has a daily value of € 4, and the value of all-day lunches is € 28. The value of the lunches must be paid on the first day of the AFV.

- The deadline for registration for active participants is June 15, 2018.

– The pre-registration of € 50 (non-refundable) will have to be transferred shortly after receipt of the registration confirmation e-mail. The names of the active participants will be announced until June 20, 2018.

- In case the student is accepted as an active participant, you must confirm your presence until July 1, 2018, transferring the remaining amount of the registration.

- For logistical reasons there will be no refunds of registrations after that date.

- Listeners will be able to register until July 19, 2018. They will be on the waiting list for active participation in the event of active participant withdrawals. In this case, they should transfer the rest of the registration as soon as possible.

- Those registered for active participation who send an unedited recording, preferably video (link on YouTube or we transfer) will have greater opportunity to be accepted.

- For this recording we request a study, or an excerpt of a piece, or an orchestral excerpt, of maximum duration of 5 minutes, with or without piano.

- There are a limited number of participants in Professor Phillipe Bernold’s masterclass, which will be announced in due course.

- We ask you to indicate if you have another instrument of the flute family (piccolo, flute in the sun, etc.) that you can bring to the AFV.

- Please also tell us if you would like to try playing a large flute at the AFV Ensemble.

 

Inscrições

Campos marcado com * são obrigatórios.

Detalhes

Início:
22 Julho, 2018
Fim:
28 Julho, 2018
Categoria de eventos:

Organizador

Academia de Flauta de Verão
Telefone:
249 314 251
E-mail:
Site:
http://academiadeflauta.com/

Local

Canto Firme
Telefone:
249314251
Rua Dom Lopo Dias de Sousa, 8C, Tomar, 2300-483 Tomar
+ Google Map
Site:
www.cantofirme.pt