Canto Firme,Conservatório de Artes,Cursos Profissionais

I ESTÁGIO DE ORQUESTRA SINFÓNICA – CANTO FIRME

estagio-de-cordas-canto-firme

Direção Musical e Direção Artística: 

Maestro e Direcão Artística: Simão Francisco

fullsizerenderNatural de Tomar, onde iniciou os seus estudos musicais, ingressa em 2006 na ESMAE – Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Porto – na Classe de Flauta, onde trabalhou primeiramente com o Prof. Paulo Barros e mais tarde com a Prof. Raquel Lima (com a qual terminou a licenciatura). Obteve formação com flautistas como Nuno Inácio, Sthephanie Wagner, Olavo Barros, Vasco Gouveia, Katharine Rawdon, Vera Morais, Thies Roorda, entre outros. Colaborou com Orquestras como Sinfonieta da Esmae, Orquestra de Câmara da Gulbekian (Braga), Momento Perpetuum, Orquestra de Sopros dos Templários, Verão Amizade e Estágio da Banda Sinfónica da Covilhã, no qual foi chefe de naipe convidado. Nestes agrupamentos trabalhou com prestigiados maestros, entre os quais, Alberto Roque, Jean-Sebastien Berreau, Bruno dal Bom, Yuri Nasushkin, Martin André, Jouke Houekstra, Erik Janssen, António Saiote, Reinaldo Guerreiro e Osvaldo Ferreira.

Desenvolve actividade enquanto maestro, sendo presentemente maestro da Orquestra de Sopros da Covilhã e da Orquestra de Sopros da Canto Firme. Exerceu ainda funções na Filarmónica SAMP – Pousos. Obteve aulas de Direcção de Orquestra com os maestros Jean-Sebastien Berreau, Jouke Houekstra, Steven Davis, Félix Hauswirth, Ferrer Ferran, sendo actualmente aluno de Direcção do Maestro Alberto Roque. Enquanto maestro trabalhou com solistas como: Tiago Rosa (Fagote), Bruno Cruz (Trompa), Bruno Pascoal (Eufónio), Fábio Palma (Acordeão), Mariana Barradas (Violoncelo), Daniel Frazão (Clarinete), José António Lopes (Saxofone), Carlos Cardoso (Tenor), Carla Pais (Soprano) e Alberto Roque (Saxofone). Colaborou com a Classe de Composição da ESMAE, com a qual estreou várias obras de compositores portugueses.

É desde 2013 Director Artístico do Estágio de Orquestra de Sopros do Médio Tejo. É membro fundador da Associação The BellsBrass Ensemble. Integra o corpo docente do Conservatório de Artes da Canto Firme, no qual assume as classes de flauta transversal, música de câmara e Orquestra de Sopros. É ainda Director Artístico dos Ciclos de Concertos Cantar Natal e Maio Música, desenvolvidos em parceria entre a Canto Firme – Associação de Cultura e o Município de Tomar.

Presentemente está a terminar o Mestrado em Ensino de Música na ESART (Castelo Branco) na classe de flauta da professora Katharine Rawdon e da professora Sthephanie Wagner.

 

Chefes de Naipes: 

Violino I - Ângela Alves

1526923_261484154016278_605261812_n

Natural do Porto, iniciou aos 12 anos os seus estudos de violino na ARTAVE – Escola Profissional e Artística do Vale do Ave, na classe de violino do professor António Soares. Terminou o Curso Profissional de Instrumentista de Cordas e Tecla, no ano de 2010.

Posteriormente, ingressou na Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco, onde estudou com os professores Alexandra e Augusto Trindade e concluiu a licenciatura em 2014.

Ao longo do seu percurso musical, frequentou diversos masterclasses com instrumentistas como Nuno Soares, Radu Ungereanu, Daniel Rowland, Yossi Zivoni, Alexei Mijlin, Zófia Woicicka, Ani Snhark, entre outros.

Em orquestra, foi dirigida por maestros como Jean-Sébastian Béreau, Mauricio Dini Ciacci, Luís Carvalho, João Paulo Santos, Luís Machado, Collin Metters, Alberto Roque, Vasco Pearce de Azevedo, Pedro Neves, Emílio de César, Rui Massena, Cristopher Bochmann, Pedro Neves, entre outros.

Entre 2007 e 2010 fez parte da orquestra APROARTE com o maestro Ernest Schelle.

Em 2011, fez reforço na orquestra académica da Universidade da Extremadura (Espanha) com o maestro Francisco Rodilla Léon.

Em 2012, foi selecionada para integrar a Yong Franco-German Philharmonics em Bayreuth com o maestro Nicolaus Richter.

 

Violino II - Mafalda Rodrigues

636123175409281170

Mafalda de Sousa Rodrigues nasceu em Tomar no dia 25 de Abril de 1992, onde iniciou os seus estudos com 8 anos de idade na escola de música Canto Firme de Tomar na classe de violino da professora Maria do Mar Lopes. Mais tarde, com 16 anos, ingressa na Escola Profissional de Artes da Covilhã (EPABI) onde termina o Curso Profissional de Instrumentista de Cordas e Teclas na classe do professor João Mendes. Em 2012 ingressa na Escola Superior de Música de Lisboa (ESML) na classe da professora Alexandra Mendes e em 2015 termina a Licenciatura na classe do professor Tiago Neto com 18 valores.

Já realizou Masterclasses com Alexandra Mendes, Ana Beatriz Manzanilla, Zofia Kuberska e Eric Heide.

Fez parte de diversas orquestras, das quais Mostra Interescolas de Música (MIMA) como concertino, Orquestra APROARTE, Estágio de Orquestra Sinfónica da Escola Profissional de Artes da Covilhã (EPABI) como concertino, II Estágio de Orquestra Académica Metropolitana de Lisboa, II, III e IV Estágio Gulbenkian Orquestra, o último dos quais, como concertino.

Trabalhou em orquestra com vários maestros como Joana Carneiro, Rogério Peixinho, Paulo Lourenço, Vasco Pearce de Azevedo, Michael Zilm, Ernst Schelle e Frank Zielhorst.

Tocou a solo no Teatro S. Luiz o concerto para violino Op.15 de Benjamin Britten com a orquestra sinfónica da ESML.

No presente ano letivo frequenta o segundo ano de Mestrado no Ensino da Música na Escola Superior de Música de Lisboa na classe da professora Ana Beatriz Manzanilla.

Atualmente é violinista reforço na Orquestra Gulbenkian.

 

Viola de Arco - Ana Luzia Lapo

fotografia_luzia-lapo

Natural da Marinha Grande, iniciou aos nove anos os seus estudou de viola d’arco na Escola de Música do Órfeão de Leiria e terminou em 2011 o Curso Profissional de Instrumentista de Cordas e Teclas na Escola Profissional Metropolitana.

Na Universidade do Minho concluiu em 2014 a Licenciatura em Música (na especialidade de viola d’arco) e em 2016 o Mestrado em Ensino de Música.

Ao longo do seu percurso musical frequentou diversos cursos e classes de aperfeiçoamento com instrumentistas como Barbara Friedhoff, Anabela Chaves, Ivo Jan van der Werff, Máté Szucks, Natalia Tchich, Tobby Hoffman, Pedro Munoz, Trevor McTait, Luís Pipa, Carlos Damas, entre outros.

Trabalhou com diferentes orquestras profissionais e juvenis como a Orquestra de Guimarães, Orquestra Universidade do Minho, Orquestra Filarmónica de Pontevedra, Orquestra Sub-21 Europeia, Orquestra Sinfónica Juvenil, entre outras e apresentou-se em variadas formações de música de câmara.

Participou em congressos e seminários nas diferentes áreas musicais como a pedagogia de instrumento de cordas, musicologia e musicoterapia.

Lecionou viola d’arco e classe de conjunto na Academia da Sociedade Filarmónica Vizelense. Atualmente leciona a disciplina de viola d’arco na Escola de Música do Órfeão de Leiria e frequenta o Mestrado em Musicoterapia na Universidade Lusíada de Lisboa.

 

Violoncelo - Mariana Alberto

prof-mariana

Mariana Alberto iniciou os estudos musicais aos 9 anos. Aos 10 ingressou na Academia de Música de Santa Cecília, onde prosseguiu os estudos de piano com Daniela Ignazzito. Com 11 anos iniciou o estudo de violoncelo, frequentando a mesma escola e, posteriormente, a Escola de Música do Conservatório Nacional, com as

professoras Ana Filomena Rodrigues, Ana Raquel Pinheiro e Catherine Strynckx. No ano 2010 ingressou na Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de

Castelo Branco, onde iria continuar a ser orientada por Catherine Strynckx e, em música de câmara, por Paulo Jorge Ferreira. Em 2013 começou a estudar com Pavel

Gomziakov na Universidade do Minho, onde concluiu a licenciatura em Violoncelo e Especialização em Ensino da Música.

Durante o seu percurso académico frequentou diversas masterclasses e workshops, alguns dos quais como aluna bolseira, tendo oportunidade de trabalhar com professores como Miguel Rocha, Matias de Oliveira Pinto, Paulo Gaio Lima, Márcio Carneiro, Pavel Gomziakov e Geir Draugsvoll (música de câmara).

Em orquestra foi dirigida por maestros como Pedro Amaral, Jean-Sébastian Béreau, Alexandre Branco, Mauricio Dini Ciacci, Luís Carvalho, João Paulo Santos, Alberto Roque, Vasco Pearce de Azevedo, Pedro Neves, Rui Massena, Ertug Korkmaz, Francesco Belli, Hans Casteleyen, Nick Ost e Artur Pinho Maria, entre outros. No estágio OJ.COM 2010, com o maestro Jacomo Bairos, particiou como chefe de naipe. Em 2011 e 2012 foi seleccionada para integrar a Young Franco-german Philharmonics em Bayreuth com o maestro Nicolaus Richter, efectuando uma digressão pela Alemanha, França e República-Checa.

Como solista apresentou a Fantasia para violoncelo e orquestra de F. Hidas – estreia em Portugal – com a Orquestra de Sopros da Canto Firme, dirigida pelo Maestro Simão Francisco, em Alvor.

No âmbito da música de câmara integra o All Libitum Trio – flauta transversal, violoncelo e acordeão – com o qual se apresentou em diversas salas em Portugal e Angola, e com o qual recebeu prémios nacionais e internacionais.

 

Contrabaixo - Artur Senhor

13407253_10153736671237399_4848999319799660412_nNatural de Amarante.

Iniciou os seus estudos musicais no ano de 2001 na Escola Profissional de Arte de Mirandela na classe de contrabaixo do Professor Alexander Storojouk,onde em 2007 terminou o 12ºano/8ºgrau em contrabaixo. Nesse mesmo ano é admitido na Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco, na classe do Professor Manuel Rêgoe na Banda Sinfónica do Exército onde fica colocado durante 6 anos, ocupando o lugar de contrabaixista.

Ao longo do seu percurso musical frequentou masterclasses com vários contrabaixistas: Slawomir Marzec, Marc Ramirez, Vladimir Kouznetsov, Manuel Rêgo, Iuri Axenove Edicson Ruiz.

A sua experiência como músico de orquestra tem-lhe permitido trabalhar com vários maestros, dos quais se destacam: Felix Hauswirth, Timothy Reynish, José Rafael Pascual Vilaplana, Douglas Bostock, Alberto Roque, Fernando Marinho, Pedro Neves, Roberto Pérez, António Saiote, Paulo Lourenço, Ernst Sechelle, Matin Elmquist, Chistopher Bochmann, Rui Massena, Vasco Pearce de Azevedo e José Ferreira Lobo.

Em 2013 gravou o programada RTP1 “Música Maestro”sob a orientação do maestro Rui Massena.

Em 2014 e 2015 participou no 1º e 2º Festival de Cordas da Escola Superior de Musica de Lisboa, membro da Orquestra Philarmonica de Lisboa, onde ocupou o lugar de chefe de naipe.

Como reforço já colaborou com Orquestra Sinfónica da ESART, Lisboa Film Orchestra, Orquestra Clássica de Cascais e Oeiras, WESO (West European Symphony Orchestra), Orquestra do Norte e Orquestra Gulbenkian.

Prepara a conclusão da Licenciatura em contrabaixo na Escola Superior de Música de Lisboa, na classe do Professor Manuel Rêgo.

Actualmente trabalha na Orquestra do Norte onde ocupa o lugar de Tutti.

 

Horário

horario

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Repertório

Abertura Egmont, Op.84 – Ludwig van Beethoven

Motete “Exsultate, jubilate”, KV 165 (158a) – W.A.Mozart

  • II – Tu virginum corona
  • III – Alleluja. Allegro

Solista convidada: Carla Pais (Soprano)

Sinfonia nº1, Op.21 – Ludwig van Beethoven

 

DATA LIMITE PARA AS INSCRIÇÕES ATÉ AO DIA 15 DE DEZEMBRO DE 2016

Campos marcado com * são obrigatórios.

Deixe um comentário

Deve iniciar sessão para comentar.