Canto Firme

FANFARRÃO 2019

Cartaz Fanfarrão

FANFARRÃO 2019

15, 16 e 17 de Agosto 2019

 

KALOMOTXO ORKESTAR – FAN FANFARRA – ALTA CENA

MURI MURI – COTTAS CLUB JAZZ BAND – BUTCHERS BRASS BAND 

COMPANHIA MARIMBONDO – BAILINHO DO HOMEM-ORQUESTRA

DRAMA & BEIÇO

 

 

Palco Fanfarrão – Praça da República – Bandas de Palco

Palco Fanfarrinho – Jardim Parque Infantil

Animação de Rua – Ruas da Cidade

 

 

Fanfarrão

O Fanfarrão é um festival de artes de rua, que resulta da parceria e partilha de vontades entre a Drama & Beiço – Associação Cultural e o Município de Tomar, com apoio da Canto Firme – Associação Cultural, tendo em vista o enriquecimento musical e cultural da Cidade de Tomar.

A terceira edição deste festival de verão decorre de 15 a 17 de agosto 2019. O festival consiste na realização de espetáculos de rua, de artes várias, (música, teatro, circo), com artistas de âmbito regional e nacional de qualidade e de referência. Pretende-se oferecer à região de Tomar um contacto direto com os projetos portugueses destas áreas, num evento dinâmico e diferenciador, pautado pelas típicas animações de rua e artes performativas, proporcionando também espetáculos de palco durante a noite. Tendo em conta que as performances de rua são caracterizadas proximidade ao público, o festival decorrerá nas ruas, praças e pracetas da cidade de Tomar, com especial ênfase na zona histórica e na Praça da República.

 

Palco Fanfarrão - Praça da República Tomar

Cottas Club Jazz Band 
Concerto – 16 Agosto – 22h00 

Os COTTAS CLUB JAZZ CLUB, são uma banda do Oeste, que desde 2003 se focam no Dixieland (ou jazz tradicional), naquele que é o som típico de New Orleans característico dos “anos vinte”. Com uma formação baseada em trompete, trombone, saxofone, clarinete, banjo, sousaphone e washboard a banda acumulam centenas de espectáculos, alguns nos maiores festivais do mundo deste género, interpretando os temas mais representativos da época. Dos melhores atributos dos COTTAS CLUB, destacamos a sua mobilidade e indumentária. A forma animada como se apresentam ao publico, sempre num estilo de boa disposição e bom humor, tornam as suas actuações inesquecíveis.

Alta Cena 
Concerto – 16 Agosto – 23h30

Ao andar pelas ruas de Lisboa, turistas e residentes se encantam toda vez que ouvem o som dos instrumentos de sopro, quebrando o enjoativo barulho dos carros e fazendo por alguns instantes, mesmo que na correria do dia dia, parar e sentir a energia que faz jovens, crianças e adultos dançarem e se emocionarem com os acordes muito bem executados de cada instrumento que ali se ouve. 
É assim que a banda se tornou conhecida e amada por cada um de seus fãs, que toda vez que perguntam o nome da banda, dão risada e repetem: – Isso sim é Alta Cena! 
O propósito da banda se alinhou com o sonho de cada um dos integrantes, a vontade de levar a música para todos os cantos do mundo, o talento e criatividade que distingue e diverte o público todos os dias, é o que deu o nome à banda, nada mais que Alta Cena! E quando falo em levar a música para “todos os cantos do mundo” não é nenhum pleonasmo literário, em Lisboa que recebe 4,5 milhões de turistas por ano, não há quem não faça um registro, uma foto ou um vídeo do momento em que dançaram “la bamba” pela famosa calçada à portuguesa.
Um sorriso, um aplauso, um assovio de quem passou rápido, tudo isso é que move a banda a levar a música todos os dias, todo o momento, em qualquer lugar.

Muri Muri
Concerto – 17 Agosto – 22h00

Muri Muri é um organismo vivo que absorve influências de mundos imaginários e percorre caminhos enérgicos repletos de ritmo e melodias improváveis. Esta explosão sonora transporta qualquer um ao passado e futuro do pequeno e grande ecrã através de uma surreal e delirante viagem. De séries televisivas e longas metragens ao cinema de animação, os arranjos únicos relembram temas conhecidos que para alguns se perderam no tempo. Onze artistas com percursos dispersos que praticam a arte da música e partilham em palco a vontade de surpreender o seu público

Kalimotxo Orkestar
Concerto- 17 Agosto- 23h30- Palco Fanfarrão

A KALIMOTXO ORKESTAR nasceu como Peña Kalimotxo (PK) em 2008, pela mão do Bruno. Ele juntou amigos, uns músicos, como ele, outros não. A ideia era curtir o Festival de Lavre. Preparámos, então, alguns temas e tocámo-los pela primeira vez no Festival de 2008 em apresentações espontâneas e também com um carácter mais formal, no cortejoda festa! O resultado foi, aos nossos olhos e aos do público que nos ouviu, muito positivo! O ambiente que se gerou no seio e em torno da PK permitiu-lhe desenvolver rapidamente o seu nível artístico. Os músicos aderiram fanaticamente ao estilo balcânico das brass brand do leste europeu, inspirados pelos Fanfare Ciocarlia, que na altura faziam furor entre nós. Os animadores encontraram o seu espaço artístico na reprodução das mais loucas e populares coreografias que se iam destacando no espaço da música dita comercial. Este cocktail fez da PK uma formação amplamente requisitada. Tem sido alucinante!
Em 2013 estreámo-nos em concerto. Foi no Festival de Lavre, como não poderia deixar de ser… Em palco, temos optado por, pontualmente, convidar músicos relevantes do nosso panorama artístico a tocar connosco. Rodrigo Leão, Celina da Piedade, Ricardo Ribeiro e Manuel João Vieira alinharam neste desafio balcânico, bem como quatro dos mais virtuosos instrumentistas nacionais nas suas respetivas áreas: o guitarrista David Piçarra, o acordeonista João Frade, o tubista Gil Gonçalves e o trompetista Gileno Santana. Como convidado regular da PK em concerto, contámos com a colaboração do cantor e violinista Gil Dionísio. O nosso trabalho de estúdio resultou no lançamento de um CD em finais de 2014, que reúne algumas das músicas mais marcantes do nosso histórico até esse momento. Volvidos quatro anos, lançámos o segundo álbum, este para assinalar os nossos 10 anos de existência.
29 de julho de 2018 foi a data em que subiu ao palco pela primeira vez a KALIMOTXO ORKESTAR rumo a um futuro no
mínimo… balcânico!

 

Palco Fanfarrinho - Jardim Parque Infantil

Bailinho do Homem-Orquestra
Artes de rua – 16 Agosto – 18h30 

Da Cruz, mestre dos 17 instrumentos e sua bela assistente Da Cris são os mandadores do baile.
Com um reportório de canções originais divertidas e pedagógicas, transformam os espetadores em atores, bailarinos e cantores.
A vertente lúdica assume especial relevo no espetáculo: o convite à participação das crianças é feito numa espécie de jogo.
Destinado essencialmente aos mais pequenos, pode também ser realizado com famílias, constituindo um excelente momento de convívio intergeracional.

Companhia Marimbondo – Chapô-Clac
Artes performativas – 17 Agosto- 11h00 

Chapô-Clac
Cornélio, o mágico, confere se no palco tudo está preparado para o seu espectáculo. Ao voltar-se, qual não é o seu espanto, ao ver que o público já está sentado na sala! Atrapalhado depressa regressa aos bastidores… É neste instante que entra Lavínia, a sua assistente que tinha ido buscar o fraque à lavandaria. Alheia a tudo que se passa, ela rejubila ao ver o público… É este o início de Chapô-clac, espectáculo de magia cómica “par excellence”, com o mágico que pensa ser o melhor do mundo e a sua distraída assistente, que o que melhor sabe fazer é mesmo atrapalhar… -Números de pôr a cabeça a andar à roda!

 

Animação de Rua - Ruas da Cidade

Butchers Brass Band 
Animação de rua – 16 Agosto – 17h30 

Butchers Brass Band é um grupo musical constituído por 12 músicos do centro-norte de Portugal. Todos com fundo filarmónico, criaram “laços” musicais através de festividades nacionais. Consequentemente, partilhando semelhantes objetivos e ideais, surge a oportunidade de fundar um grupo que pudesse transmitir um ambiente festivo e profissional. Assim, no dia 15 de março de 2016, nasceu Butchers Brass Band, com um “heavy groove” e repertório baseado em Rock, Hip-Hop, Jazz, Ska, Folk, Gypsy e Balkan Music, tendo como referências grupos musicais como NO BS! Brass Band, Young Blood Brass Band, Kumpania Algazarra, Fanfarra Kaustika e Fanfare Ciocărlia.
“Butchers” apresentam dois tipos de espectáculos: performance de palco e performance/animação de rua. Desde então, o grupo conta com várias performances públicas, destacando-se “Talentos AgitÁgueda 2016”, “Noite Europeia dos Investigadores 2016”, “Abertura Vouzela Natal 2016”, “Got Talent Portugal 2017″, “Festival Internacional de Tunas da Universidade de Aveiro – FITUA 2017″, “Festival Internacional de Jazz de Minde – JazzMinde 2017″ e “Biologia na Noite 2017″

Farra Fanfarra
Animação de Rua- 17 Agosto- 17h30 – Ruas da Cidade

Originário de Sintra, este grupo é composto por músicos dos quatro cantos do Mundo. É um coletivo sempre em crescimento ao qual pertencem já cerca de 50 músicos e animadores, de mais de 10 nacionalidades diferentes, empenhados em espalhar a euforia da música acústica em todos os contextos e inimagináveis situações.
A formação da banda varia entre: bombos, caixas, timbales, pratos, tubas, trombones, vidros e tochas, saxofones altos, tenores, barítonos, sopranos, trompetes, clarinetes e megafones. Farra Fanfarra é especialista na euforia coletiva e na transmissão de ritmos contagiantes e energias positivas. A música convida à dança com ritmos de ska, música balcânica, swing e música revolucionária italiana. Capazes de levar a força e alegria da música a todos os contextos e situações, os Farra Fanfarra celebram em 2018 doze anos de rua, pequenos e grandes palcos, carrinhas, festivais, rodas gigantes, descapotáveis, desfiles e comemorações. A força do ritmo partilha o palco com variados números de circo, tornando cada atuação dos Farra Fanfarra num acontecimento único e imprevisível.
Bombos, caixas, timbales, pratos, tubas e trombones, congas e tochas, trompetes, clarinetes, megafones e escovas de dentes, saxofones altos e tenores, capacetes, e barítonos, constituem a parafernália instrumental da banda. Funk, Jazz, Disco, Punk, Latin e ritmos Balcânicos são as armas a usar a bem da festa. Tudo é possível, menos alguém ficar parado ou indiferente! 

Deixe um comentário

Deve iniciar sessão para comentar.