Ciclo,Conservatório de Artes

Ciclo de Masterclasses 2015

ciclo_masterclasses_final-01 (3
Piano - MARTA MENEZES

Marta Menezes é uma das mais promissoras pianistas portuguesas da sua geração.

Vencedora do 1.º prémio no Concurso Beethoven no Royal College of Music (Londres, 2013) e do Concurso Internacional de Piano de Nice Côte D’Azur “Simone Delbert-Février” (2013), conta com vários prémios em concursos internacionais em Portugal, Espanha, França e Itália.

Apresenta-se regularmente em recital, tendo actuado em Portugal, Espanha, França, Reino Unido, Suíça, Itália, Alemanha e Cabo Verde.

Como solista, apresentou-se com a Orquestra Sinfónica da Escola Superior de Música de Lisboa, com a Camerata MusArt, com a Camerata Amicis e com a Orchestre Régional de Cannes, sob a direcção dos maestros Vasco Azevedo, Gareguin Aratiounian, Carlos Silva e Nicolas Simon.

Marta tem estreado várias obras de compositores portugueses, como Sérgio Azevedo, André Miranda, Nuno da Rocha, Tiago Cabrita e Diogo Alvim, a solo e em música de câmara. Iniciou em 2012 um projecto dedicado à divulgação da música portuguesa para dois pianos e para piano a quatro mãos com a pianista Inês Andrade.

Marta trabalhou em masterclass com os pianistas Vitaly Margulis, Boris Berman, Galina Eguiazarova, Mikahil Voskresensky, Vladimir Viardo, Menahem Pressler, Gabriel Tacchino, Luiz de Moura Castro, José Eduardo Martins, Olga Prats, Álvaro Teixeira Lopes e António Rosado, entre outros.

Iniciou os seus estudos musicais no Conservatório de Música Jaime Chavinha (Minde), com Gabriela Capaz, tendo estudado mais tarde com Paulo Pacheco. Em 2009 terminou a Licenciatura na Escola Superior de Música de Lisboa, na classe do pianista Miguel Henriques. Prosseguiu os seus estudos no Mestrado em Música, variante de Performance, na mesma instituição, sob a orientação de Miguel Henriques e Jorge Moyano, onde concluiu o curso com a classificação máxima.

Terminou em 2012 o curso de Master of Performance no Royal College of Music (Londres) com distinção, na classe do pianista Dmitri Alexeev, tendo estudado previamente com Andrew Ball.

Iniciou em 2014 o Doutoramento em Música na Universidade de Indiana (EUA), na classe do pianista Arnaldo Cohen.

Recebeu em 2014 a “Medalha de Prata de Valor e Distinção”, atribuída pelo Instituto Politécnico de Lisboa.

Marta Menezes lançou recentemente o seu primeiro CD, com obras de Beethoven e Lopes-Graça.

 

Fagote - LURDES CARNEIRO

Lurdes Carneiro inicia os seus estudos de fagote aos 11 anos, na Escola Profissional Artística do Vale do Ave – ARTAVE, com o Prof. Robert Glassburner. Continua os estudos na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Instituto Politécnico do Porto na classe do Prof. Hugues Kesteman.

Em 2002, e ao abrigo do Programa de Intercâmbio ERASMUS, estudou com o Prof. Gunter Pfinzenmaier na Staatliche Hochschule für Muzik – Karlsruhe. Realizou masterclasses com os professores: Arlindo Santos, Sergio Azzolini, Vincenzo Menghini, Pierre Kerremans, Pierre Olivier Martens e Gustavo Nunez.

Foi bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian desde 1996 até à conclusão dos seus estudos, em 2003.

Enquanto estudante, foi membro da Orquestra das Escolas de Música Particulares 1997 e 1998, Orquestra Nacional de Sopros dos Templários e Orquestra Sinfonieta. Foi também 1.º fagote da Orquestra Académica do Porto.

Já colaborou com a Orquestra Nacional do Porto, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Real Filarmonia da Galiza, Orquestra Gulbenkian e mais regularmente com o Remix Ensemble. Nestas orquestras teve a oportunidade de trabalhar com maestros como: Marc Tardue, Omri Hadari, Milan Horvat, Christoph Konig, Stefan Asbury, Antoni Ros Marba, Joana Carneiro, Christoph Konig, Peter Rundel, entre outros.

Em 1998, no Prémio Jovens Músicos, obteve uma Menção Honrosa – Nível Médio em Música de Câmara e em 2003, obteve o 2.º prémio em Fagote – Nível Superior.

Em 1998 participou no Curso Internacional de Música Antiga, onde teve oportunidade de trabalhar com Jill Feldman, Peter Holstag, Rainer Zepperling, Richard Gwilt e Ketil Haugsand.

Em 2000, foi membro da Escola de Verão da Orquestra de Jovens da União Europeia, onde trabalhou com Eckart Hübner, Lutz Köhler e Vladimir Ashkenazy. Ainda nesta orquestra, trabalhou também com Yakov Kreisberg e Christopher Adey.

É membro dos grupos de música de câmara: Serenade Ensemble e Quarteto de Madeiras Assai, tendo realizado concertos em Vila Real, Vila Praia de Âncora, Porto, Viana do Castelo e Lamego.

Realizou concertos com Órgão na Capela da Universidade de Coimbra e na Igreja da Lapa no Porto.

Colabora regularmente com a Camerata Nov’Arte.

É, desde 2007, membro da Orquestra de Câmara Portuguesa e desde 2009, da Banda Sinfónica Portuguesa.

É Mestre em Ensino da Música pela Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa, com a dissertação “A Avaliação da Performance no Ensino Profissional de Música – Processos de avaliação e subjetividade”.

Atualmente leciona na Escola Profissional Artística do Vale do Ave – Artave.

 

Flauta Transversal - SOFIA COSME

Sofia Cosme é flautista, e professora de flauta transversal desde 1999. Nascida em 1978 em Lisboa, formou-se nesta cidade, primeiro na Escola de Música do Conservatório Nacional, depois na Escola Superior de Música de Lisboa. Foi bolseira do Instituto Politécnico de Lisboa para participar no programa Erasmus, realizando parte dos seus estudos no Conservatório Real de Bruxelas, em 1998. Interessando-se desde cedo tanto pelo aperfeiçoamento como intérprete no seu instrumento, como pela pedagogia do mesmo, participou em cursos e Masterclasses de flauta com pedadogos de renome tais como Trevor Wye, William Bennett, Patrick Gallois, Istvan Matuz, Herbert Weissberg e Jaime Martin entre outros. Depois de terminar os seus estudos, viveu entre 1999 e 2001 na Malásia, trabalhando na Orquestra Sinfónica Nacional desse país, onde também leccionou flauta e música de câmara em várias instituições de ensino em Kuala Lumpur e em Penang. Foi músico convidado na Malaysian Philharmonic Orchestra, Penang State Symphony Orchestra (com a qual tocou como solista numa tourné à Austrália) e Kuala Lumpur Symphony Orchestra.

Foi professora de flauta em diversas escolas e conservatórios, tais como a Sociedade Filarmónica Gualdim Pais (Tomar) e o Conservatório de Cascais, sendo de momento professora no Conservatório de Música da Metropolitana (desde 2002), no Colégio St. Julian’s School (desde 2003) e no Instituto de Música Vitorino Matono (desde 2013), tendo já leccionado a alunos entre os 6 e os 74 anos de idade nos mais variados níveis de ensino. Tem já o previlégio de ter como colegas professores de flauta em Portugal alguns dos seus próprios ex-alunos. Em paralelo, colabora frequentemente com a Orquestra Gulbenkian e com a Orquestra do Algarve como músico convidado, tendo também já tocado, nos anos dos seus estudos, com a Orquestra Sinfónica Juvenil e a Orquestra Académica Metropolitana, e depois de os terminar, com a Orquestra Sinfonietta de Lisboa, Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, Orquestra do Norte e a Orquestra Metropolitana, assim como com diversos grupos de música de câmara. Frequenta presentemente o curso de Licenciatura em Música Antiga – Traverso – na Escola Superior de Música de Lisboa e terminou em 2013 o curso profissionalizante de Mestrado em Ensino da Música – com especialidade em Flauta – na Academia Nacional Superior de Orquestra em parceria com a Universidade Lusíada, com o prof. Nuno Inácio.

 

Trombone - JOSÉ CARDOSO

José Fernando Silva Cardoso iniciou os seus estudos musicais na Banda de Tarouquela com 9 anos. Aos 11 anos ingressou para a Academia de musica de Castelo de Paiva, onde concluiu o primeiro ano. No ano seguinte  foi estudar a convite do Professor Nuno Scarpa  para a Escola de Artes da Beira Interior (E.P.A.B.I), onde concluiu o curso profissional com 20 valores.

Participou em vários masterclass como : German Brass, Spanish Brass, Enrique Crespo, Indalécio Bonet, Zeferino pinto,Nuno Scarpa, Reinalo Guerreiro, Severo Martinez, Jonh Aigi, Jorgen van rijen, entre outros.

Colaborou com várias orquestras como : Orquestra de Ópera Portuguesa, Orquestra de Camara de Cascais e Oeiras, Orquestra  Clássica da Beira Interior, Orquestra Clássica da Madeira, Musical de Filipe La Feria , Remix Ensamble, Orquestra Gulbenkian , entre outras.

Obteve o 2 lugar no concurso de musica nas Terras La Sallete no ano 2007-2008, 2010-2011    ficou como reforço no Remix Ensamble 2010-2011 e 2012-2013, orquestra do norte 2013.

Foi membro da FOE (Fundação Orquestra Estúdio) Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura.

Ingressou para a ANSO (Academia Nacional Superior de Orquestra) com o Professor Reinaldo Guerreiro.

É o 1º Trombone da Sinfonieta do Porto, Orquestra Sopros Portuguesa (O.S.P), e professor na Escola de Artes do Norte Alentejano. Actualmente frequenta a ESART  com o professor Alexandre Vilela

 

Canto e Técnica Vocal - ORLANDA ISIDRO

Orlanda Velez Isidro nasceu em Évora, onde iniciou os estudos de violino e piano aos 7 anos, tendo terminado o curso geral do Conservatório. Os estudos de canto iniciou aos 19, com Maria Repas Gonçalves.

Em 1997 foi para a Holanda, onde concluiu em Junho de 2000 a licenciatura em Canto pelo Conservatório Real de Haia.

Residiu na Holanda até Março de 2011, onde é soprano residente do Amsterdam Baroque Choir (Ton Koopman), Dutch Chamber Choir, no Dutch Bach Society Choir and Orchestra e foi soprano residente do Radiokoor. Com o “Quinteto Kassiopeia” gravou a integral dos 6 volumes de madrigais de Gesualdo.

Em PortUgal já se apresentou com os grupos: “Divino Sospiro”, dirigido por Enrico Onofri, nos Festivais de Ambronay 2005,  Nantes 2006, Festa da Música Lisboa 2006; “Flores da Música”, dirigido por João Paulo Janeiro em vários festivais de Música Antiga em Portugal, salientando-se a gravação da obra “Te Deum” de Francisco António de Almeida;  “Ludovice Ensemble” dirigido por Miguel Jaloto em vários festivais, apresentado programas de musica do séc.XVIII, e o Ensemble “Le Paix du Parnasse”.

Já se apresentou a solo com os maestros Frans Brüggen, William Christie, Ton Koopman, Eduardo Lopez Banzo, Frederik Malmberg, Enrico Onofri, Gabriel Garrido, entre outros, em projectos com gravações de CD e DVD de compositores como J.S. Bach, C.P.E. Bach, Buxtehude, Charptentier, Moulinié, e Mendessohn. Gravou também com Jill Feldman duetos de Mazzocchi.

É licenciada em Ciências Musicais pela Universidade Nova de Lisboa.

 

Trompete - JOSÉ ALMEIDA

José Almeida licenciou-se em trompete na Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco na classe do professor António Quítalo, onde mais tarde também terminou o mestrado em performance.

Participou em diversos masterclasses com John Miller, Pierre Dutot, John Aigi, Spanish Brass, Giuliano Sommerhalder, Per Ivarsson, Nenad Markovic, Fruzsi Hara, Hakan Hardenberger, Gabor Tarkovi, Jeroen Berwaerts, Hans Gansch, entre outros.

Toca, enquanto músico convidado, com a Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Sinfónica do Porto – Casa da Música, Orchestrutopica, Divino Suspiro, Lisbon Film Orchestra, Orquestra do Algarve, Orquestra Clássica do Centro, entre outras. É desde 2006 membro da Orquestra de Câmara Portuguesa.  

Foi membro da European Union Youth Orchestra (EUYO), da Mediterranean Youth Orchestra e da World Youth Orchestra.

Lecciona na Escola Superior de Artes Aplicadas (enquanto professor assistente), no Conservatório de Música da Guarda, Conservatório de Música de Viseu e no Conservatório de Música da Covilhã.

Foi premiado com o segundo prémio (nível superior – Solista) no concurso “Prémio Jovens Músicos”, edição de 2008.

 

Trompa - JORGE BARRADAS

Jorge Barradas nasceu em Évora e iniciou os seus estudos musicais na Banda da Academia de Música Eborense.

Frequentou a Escola Profissional de Música de Évora onde estudou sob a orientação do Professor Adácio Pestana.

É Licenciado em Trompa pela Universidade de Évora, onde trabalhou com os Professores Jonathan Luxton e Eric Murphy.

Tem realizado como solista em música de câmara e orquestra vários concertos em Portugal e no estrangeiro (Moçambique, Bulgária, Espanha, Alemanha e França).

Tem ministrado vários cursos, como professor convidado.

É membro do CRBABrassTrio (Trompete,Trompa,Trombone) e do Quinteto de Metais do Algarve.

Actualmente é professor no Conservatório Regional do Baixo Alentejo e no Conservatório Regional de Évora, onde lecciona as disciplinas de Trompa e Música de Câmara.

 

Percussão - LUIZ FERREIRA

Luiz Ferreira – Licenciado em Música (Percussão) pela Universidade de Aveiro.

Iniciou os seus estudos musicais, na Escola de Música do Grupo Coral de Urrô (Arouca), onde teve como professores, Mário Teixeira, Valdemar Noites e António Pinho.

Posteriormente ingressou no Conservatório de Música do Porto, onde frequentou dois anos, tendo como orientador Jacob Oliveira. De seguida, ingressou na Escola Profissional de Música de Espinho, onde obteve formação em Percussão.

Da actividade musical que realiza destacam-se concertos em França, Holanda, Espanha, Itália, Brasil e em todo o território português. No seu percurso, assinala – se a formação com nomes de grande referência do panorama da percussão, como, Miguel Bernat, Manuel Campos, Paulo Oliveira, Nuno Aroso, Joaquim Alves e Mário Teixeira. Realizou formação complementar em diversas master classes donde realça, Zoltan Kocsis (HUN), Emanuel Sejourné (FR) e Elizabeth Davis (UK). Destaca ainda a participação como percussionista convidado nas seguintes orquestras: Filarmonia das Beiras, Orquestra do Norte, Musicare – Porto, Orquestra Nacional de Sopros dos Templários, Orquestra Clássica do Porto, Orquestra do Algarve. Participou da gravação de CD’s com grupos de música de câmara.

Actualmente lecciona percussão no Curso Vocacional de Música do Centro de Formação Artística da Sociedade Filarmónica Gualdim Pais em Tomar. É membro dos grupos Interpercussão, Puzzlensemble, Sonaris causis e Simantra-Grupo de Percussão.

Tem orientado diversas Master Classes de Percussão, igualmente em diversos Conservatórios Nacionais, e em diferentes países, sendo de salientar a sua última orientação em Master Class, na Universidade Federal da Bahia (onde participou com o duo Puzzlensemble – com o clarinetista Bruno Graça) no Festival de Percussão 2 de Julho – Salvador da Bahia, Brasil – de 19 a 26 de Julho de 2010).

Outro papel em que se tem empenhado e no qual tem sido reconhecido o seu trabalho de iniciativa original, é o de Director Artístico do Festival Internacional de Percussão Tomarimbando (o qual tem tido lugar na cidade de Tomar, onde lecciona), onde desde há 8 edições, tem criado um espaço e tempos, para a apresentação do trabalho feito em Portugal e no estrangeiro, na área da Percussão.

Campos marcado com * são obrigatórios.

Para os masterclasses que se realizam apenas num só dia, o valor diminui 10€ em todas as modalidades.

5 Comentários a “Ciclo de Masterclasses 2015”

  1. writeessay

    do my essay for me http://kfgdrtynhjg.com/

    You stated that really well!

  2. writeaessay

    do my essay for me http://gsgfsdgfdhjhjhj.com/

    Regards! Wonderful information.

  3. Buy cialis online

    cialis generique http://cialisky.com/

    You actually revealed this superbly!

  4. Generic cialis

    cialis vs viagra http://cialisiv.com/

    Incredible quite a lot of great knowledge!

  5. Buy cialis online

    purchasing cialis on the internet http://kawanboni.com/

    Amazing a lot of excellent tips!

Deixe um comentário

Deve iniciar sessão para comentar.